quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Homem é morto com um tiro em Marcação, no Litoral Norte da PB

Polícia acredita na hipótese de uma briga antiga




Fabiano de Lima foi morto com um tiro
O agricultor Fabiano de Lima Santos, 29 anos, foi assassinado na tarde desta sexta-feira (22) na aldeia indígena Lagoa Grande, na cidade de Marcação, no Litoral Norte da Paraíba. Segundo a Polícia Militar, a vítima sofreu um disparo de arma de fogo efetuado por um homem conhecido por Xaropinho.
Conforme testemunhas, Fabiano estava bebendo na casa da avó, o atirador teria chegado e iniciado uma discussão. O agricultor foi baleado e morreu antes de receber socorro. A polícia trabalha com a hipótese de rixa entra vítima e suspeito.
Policiais da 2ª CIA realizaram buscas para tentar prender o acusado, porém até o fechamento desta publicação, sem êxito. O caso está sendo investigado pela 7ª Delegacia Seccional da região.  


Índios Potiguara da Paraíba.Com
Com: Redação do PBVale 

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Mar avança e obriga moradores a saírem de casa em Baía da Traição

Não há notícias de projetos que possam conter o avanço do mar.



Não há projetos que possam conter o avanço do mar
Várias casas foram completamente destruídas pela força das ondas. Muitas das que ainda estão de pé, foram abandonadas pelos moradores, fazendo com que a orla do município pareça uma verdadeira cidade fantasma. As informações são do Paraíba Rádio Blog. 
A casa onde o senhor Everaldo Assis de Sá passou bons momentos, férias com a família, é apenas mais uma das que foram “engolidas” pelo mar no município de Baía da Traição, Litoral paraibano.
“Moro em Olinda, me ligaram informando que eu viesse, pois o mar estava derrubando o terraço de minha casa”, disse Everaldo ao RádioBlog. “Imediatamente acionei dois caminhões para vir buscar a mobília, cheguei aqui encontrei essa situação”, completou.
Construída nos anos 90, o imóvel ficava cerca de 100 metros de distância do mar. “Quando fiz a casa aqui, tomava banho de mar a uns 70 ou 80 metros”, disse. “Já gastei mais de R$ 60 mil  tentando conter o avanço do mar, hoje não tenho condições financeiras de arcar com o prejuízo”, lamentou Everaldo.
Depois de perder a casa, Everaldo se mudou para o litoral pernambucano, onde construirá um novo imóvel para voltar a desfrutar bons momentos com a família. No município, não há notícias de projetos que possam conter o avanço do mar.
Assista vídeo: 
A reportagem tentou, sem sucesso, contato com o prefeito do município, Serginho Lima, e deixa aberto espaço para eventual manifestação.
Confira imagens:
A reportagem tentou, sem sucesso, contato com o prefeito do município, Serginho Lima, e deixa aberto espaço para eventual manifestação.
Confira imagens:

Índios Potiguara da Paraíba.Com
Com: PBVALE

domingo, 3 de dezembro de 2017

Bando cerca delegacia e explode caixa eletrônico em Baía da Traição

Um dos carros usado na ação foi abandonado em aldeia indígena



Criminosos esperaram os policiais voltarem da ronda noturna para cercar a delegacia (Foto: Felipe França)

Bandidos fortemente armados cercaram a delegacia do município de Baía de Traição, no Litoral Norte da Paraíba, e explodiram um terminal bancário na madrugada deste domingo (3). A quantia levada não foi informada. O major Alberto Filho, comandante da Polícia Militar na região, disse que o ataque aconteceu trinta minutos depois da patrulha noturna.
“Os policiais fizeram rondas das 3h às 3h30 e voltaram para a delegacia. Por volta das 4h, o prédio foi cercado, enquanto outros atuavam na explosão. Vários tiros foram disparados como forma de intimidação, mas ninguém se feriu”, adiantou o oficial. Eram três policiais de plantão e acredita-se que 10 homens atuaram no ataque. Foram três explosões, grades e portas do terminal bancário foram destruídas e conseguiram roubar o dinheiro. 
A quadrilha fugiu em dois carros, deixando uma dinamite intacta no local. O explosivo foi recolhido para perícia. Um dos veículos usado pelo bando apresenta queixa de roubo em Campina Grande e foi abandonado na Aldeia Coqueirinho. “Pelo curto tempo entre as rondas e o ataque, acreditamos que alguém passou a informação sobre a volta dos policiais à delegacia. Essa suspeita será investigada”, frisou o comandante da 2ª CIPM. Imagens de câmeras de segurança vão ajudar na identificação dos suspeitos.
Dados do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários da Paraíba, informa que este é o 46º caso de explosão a banco no estado em 2017, subindo para 64 o número de ocorrências de violência contra agências.

Índios Potiguara da Paraíba.Com
Com: PBVALE

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Homem morre e outros três ficam feridos em acidente de moto na Baía da Traição

Outras três vítimas ficaram feridas e foram socorridas para o Trauma na Capital.



Samu de Mamanguape socorreram vítimas de acidente de Moto.
O agricultor Genildo Sebastião Neres, de 39 anos, morreu após uma colisão entre duas motos na ladeira da Aldeia Forte em Baía da Traição, na tarde deste domingo (26).
Arnaldo Sebastião Neres, 49, Ubiratã Ciriaco de Melo, 33, e Gedson Dias, 35, ficaram feridos e foram socorridos por uma Ambulância do município e duas viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU – Mamanguape), para o Hospital de Trauma em João Pessoa.
Segundo informações colhidas no local pela Polícia Militar, Genildo e Gedson estavam em uma moto em alta velocidade, quando colidiram na traseira da moto em que estavam Arnaldo e Ubiratan, tendo Genildo vindo a óbito no local.
A PM informou que as motos foram retiradas do local antes da chegada da Policia. A Guarnição isolou a área até a presença do perito do GEMOL que recolheu o corpo.

Índios Potiguara da Paraíba.Com
Com: Da redação do PBVALE

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Ricardo assina Ordem de Serviço para construção de ponte na Baía da Traição

Serão beneficiadas com a construção do equipamento mais de 8 mil pessoas diretamente.



Ponte sobre o Rio Sinimbu. Foto: assessoria
O governador Ricardo Coutinho assinou, na terça-feira (3), a Ordem de Serviço para a construção da Ponte sobre o Rio Sinimbu, obra que vai beneficiar os indígenas da Aldeia São Miguel, em Baía da Traição, Litoral Norte do Estado. A previsão é que dentro de 120 dias os moradores, inclusive crianças e idosos, deixem de correr riscos diários, tendo de fazer a travessia sobre uma ponte de madeira. Com recursos próprios do Tesouro Estadual, serão investidos R$ 715.967,42 na nova estrutura, que terá vigas de concreto armado pré-moldadas.
Participaram da solenidade de assinatura da Ordem de Serviço os secretários João Azevedo, da Secretaria de Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia; da Secretaria Executiva da Pesca, Sales Dantas; o diretor-superintendente do Departamento de Estrada de Rodagem (DER), Carlos Pereira; e os deputados João Gonçalves, Ricardo Barbosa, Edmilson Soares e Trócolli Júnior, além de lideranças indígenas e comunitárias. A prefeita de Mamanguape, Eunice Pessoa, também esteve presente.
Na ocasião, Ricardo destacou a importância da obra para a comunidade indígena da Baía da Traição, e que o Estado tem promovidos ações a favor de todos os paraibanos. “Há cerca de um ano, inauguramos os acessos às aldeias indígenas, com recursos próprios do Governo do Estado de mais de R$ 3,2 milhões”, disse. “É um compromisso meu colocar a nação Potiguara dentro da agenda pública. Um Estado que não consegue reconhecer os seus membros, as suas etnias, os seus segmentos, não é de todos. Temos de construir um Estado para todos, principalmente para os que mais precisam”, prosseguiu.
Já o secretário João Azevedo ressaltou a relevância social que a construção da ponte sobre o Rio Sinimbu terá para as comunidades indígenas. “A importância de uma obra está, sobretudo, no seu objetivo maior, que é promover melhorias na vida das pessoas. É um equipamento que custará relativamente pouco diante das grandes obras que o Governo do Estado tem realizado, mas que melhorará significativamente a vida dessa comunidade, que sonhava há muito tempo em deixar de correr riscos”, afirmou.
Serão investidos R$ 715.967,42 na nova estrutura.
Expectativa – Além de lideranças políticas do Vale do Mamanguape, a solenidade de assinatura da Ordem de Serviço foi prestigiada por muitos indígenas, que esperam com ansiedade ver a obra concluída.
Maria do Socorro da Conceição cresceu na aldeia São Miguel. Ela diz não ter ideia dos acidentes que já aconteceram por conta das péssimas condições estruturais da atual ponte. “Essa ponte foi construída pela própria comunidade, que compra e coloca as tábuas quando estão podres. Tenho três netos que passam todos os dias no ônibus da escola em cima dessa ponte. Fico com o coração na mão. Quero que essa obra seja feita logo”, disse.
Juliane Ferreira, da aldeia Estiva Velha, destacou que a obra vai proporcionar inclusão aos moradores de mais de 15 aldeias beneficiadas diretamente. “Vejo diariamente a situação de quem é deficiente físico ao passar sobre essa ponte – se é que podemos chamar de ponte. Quando estiver pronta, essa ponte vai melhorar até os nossos festejos religiosos”, comentou.
Ao todo, serão beneficiadas com a construção do equipamento mais de 8 mil pessoas diretamente, de aldeias como Laranjeira, Santa Rita, Estiva Velha e Bento.

Índios Potiguara da Paraíba.Com
Com PBVALE