terça-feira, 29 de novembro de 2016

Líderes mundiais lamentam a morte de Fidel Castro

© Reuters
© Reuters
O líder cubano Fidel Castro morreu nesta sexta-feira (25), aos 90 anos, em Havana. A notícia foi divulgada por seu irmão, o presidente Raúl Castro, em pronunciamento na televisão estatal.
Confira o que algumas personalidades mundiais tem falado sobre o falecimento do líder: 
Na madrugada deste sábado (26), o presidente do México Enrique Peña Nieto escreveu: “Fidel Castro foi um amigo do México, promotor de uma relação bilateral baseada no respeito, no diálogo e na solidariedade.”
Em outro post nas redes sociais, Peña Nieto escreveu: “Lamento a morte de Fidel Castro Ruz, líder da Revolução Cubana e referência emblemática do século XX”.
A famosa blogueira cubana Yoani Sanchez postou a imagem do presidente Raúl Castro fazendo o pronunciamento sobre a morte do irmão na televisão estatal. Ela escreveu: “#Cuba Rául Castro no momento de informar a morte de Fidel Castro.”
O Presidente do Equador, Rafael Correa, também publicou no Twitter. “Foi-se um grande. Morreu Fidel. Viva a Cuba! Viva à América Latina!”, escreveu.
Em mensagens publicadas no ‘Twitter’, o presidente da Venezuela Nicolás Maduro, disse que o líder cubano e o venezuelano Hugo Chávez “deixaram aberto o caminho” para a libertação dos povos.
O chefe de Estado venezuelano indicou ainda ter falado já com o seu homólogo cubano, Raúl Castro, a quem transmitiu “solidariedade e amor ao povo de Cuba face à partida do Comandante Fidel Castro”.
O presidente de El Salvador, o ex-comandante guerrilheiro Salvador Sánchez Cerén, declarou-se muito triste com a morte de Fidel.”Com profunda dor, recebemos a notícias do falecimento de um querido amigo e eterno companheiro, comandante Fidel Castro”, escreveu Sánchez Cerén no Twitter.
O presidente da França, François Hollande, disse que Fidel Castro soube representar, para seu povo, “o orgulho da rejeição à dominação exterior “. O francês também disse que o líder “encarnou a revolução cubana” em “suas esperanças e desilusões”.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, rendeu homenagem a Fidel Castro, o “símbolo de uma era”, segundo o Kremlin.
O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou que sente uma “profunda dor” pela morte de Fidel Castro, a quem chamou de “gigante da história da humanidade”.”Quero expressar nossa profunda dor. Realmente dói a partida do comandante, do gigante da história da humanidade”, disse Morales, por telefone, à rede de televisão “Telesur”.

Índios Potiguara da Paraíba.Com
Com Notícias ao Minuto